w

Acompanhem tecendoasabedoria, e fique antenado sobre diversos assuntos sobre teologia, Filosofia, Ciência, Biologia,Astronomia,Geografia, Mitologia, Literatura, Astrologia, Arqueologia, Geologia, Física, História, Religião, Culturas, Povos, Folclore,Psicanálise, Ateismo, Agnosticismo, Tribos, Rituais e diversos outros assuntos de importância a humanidade

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A tecnologia do Século XXI e os intrigantes SUMÉRIOS!

Na coluna anterior (A tecnologia do Século XXI e os enigmas do passado) vimos que ainda existem mais perguntas do que respostas para alguns enigmas. Eu dei uma estudada em algumas sugestões dos leitores sobre temas a serem abordados. Minha ideia foi tentar abordar de forma jornalístico ou documentarista. Porém, depois de muito refletir decidi por mesclar os dois. Dando uma olhada na lenda do Mapa de Piri Reis, confesso que apesar de ser extremamente intrigante não consegui ir além do que está escrito e não há nenhuma referência que possa ligá-los a qualquer tecnologia de alguma civilização passada, portanto, o descartei como tema.


China - O Imperador Amarelo
Ao contrário de Piri Reis, dois temas me chamaram a atenção pela farta documentação e por terem várias de suas evidências confirmadas. Uma é a Lenda do Imperador Amarelo, que deu origem a China. Há um material muito interessante para ser estudado, inclusive o que trata da forma como ele apareceu, da invenção da acupuntura, da pólvora, do chá verde etc. Antes de algumas descobertas importantes dizia-se que a China, uma das quatro grandes civilizações antigas, teria tardado cerca de mil a mil e quinhentos anos a surgir, em comparação com as da Babilônia, Egito e Índia. Anos depois os arqueólogos descobriram, no oeste de Liaoning, uma série de vestígios da Cultura de Hongshan, incluindo um conjunto de altar, templo de deusa e cemitérios. Estas descobertas enviaram os investigadores, da bacia do Huanghe para a bacia do Xiliaohe, ao norte da cordilheira de Yanshan. À época a cidade lendária do Imperador Amarelo não era uma invenção, havia uma sociedade, uma civilização antiga, um estado, há mais de cinco mil anos, no oeste de Liangning! A Civilização Chinesa é afinal, como se acreditava, tão antiga como as da Babilônia, Egito e Índia. Uma das obras mais importantes do legado do Imperador Amarelho é o “Tratado de Medicina Interna do Imperador Amarelo”. Mas existem outros pontos ainda não respondidos e que tem a ver com a tecnologia que usamos atualmente. O tema fica para uma próxima coluna, pois é necessário aprofundar-se mais.

Nesta coluna vamos falar um pouco de uma civilização que mexe com muita coisa relacionada a tecnologia e confesso a vocês que fiquei apaixonado pela forma como tudo está documentado. Como não sou arqueólogo, me limito a ler de várias fontes sejam elas científicas, esotéricas ou relacionadas à Ufologia. Mesmo assim tem muita pergunta que ainda não foi respondida e pasmem – há alguma relação, mesmo que seja de coincidência – com o calendário Maia e um décimo planeta do Sistema Solar que possui uma órbita, digamos, rebelde.

Lembrando aos leitores que a função desta coluna não é provar ou desmentir nada. Minha intenção é divulgar alguns fatos que ainda estão sem resposta e discutir possibilidades, pois na pior de todas as hipóteses, pelo que está fartamente documentado e traduzido, a civilização Suméria merece um olhar mais atento sobre vários fatos intrigantes. O mais interessante é que, mesmo sendo algumas traduções absurdas de se acreditar, ninguém contestou o que está escrito. Só não conseguiram ainda confirmar se é verdade e como poderia ter acontecido. Mesmo os tablets Sumérios explicando com riqueza de detalhes, ainda existem muitas perguntas e o debate está aberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário