w

Acompanhem tecendoasabedoria, e fique antenado sobre diversos assuntos sobre teologia, Filosofia, Ciência, Biologia,Astronomia,Geografia, Mitologia, Literatura, Astrologia, Arqueologia, Geologia, Física, História, Religião, Culturas, Povos, Folclore,Psicanálise, Ateismo, Agnosticismo, Tribos, Rituais e diversos outros assuntos de importância a humanidade

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Relato de um ex integrante Opus Dei


O Blog Tecendo a Sabedoria traz como destaque da semana uma reportagem sobre os doidos da Opus Dei, organização católica de extrema-direita. É doidice com “D” maiúsculo. Vale a pena dar uma olhada. Ex-integrantes da ordem que teve grande influência no papado de João Paulo II - e continua tendo agora com o papa Bento – revelam intimidades e segredos bem guardados dos seguidores de Josemaría Escriva, religioso espanhol que prestou grandes serviços ao fascismo de Franco e acabou canonizado em 2002 por João Paulo II. Entre as intimidades picantes reveladas na matéria estão estratégias revolucionárias para evitar a masturbação.
Um dos trechos da reportagem: “Quando era do Opus Dei, Antonio Carlos Brolezzi foi obrigado a usar um macacão antimasturbação. O equipamento se destinava a combater a “doença” que seu confessor diagnosticou como “erotismo mental”. Tratava-se de uma calça jeans e uma camisa de flanela costuradas uma na outra e vestidas de trás para a frente com o objetivo de impedir o jovem de 20 anos de alcançar a parte mais íntima de sua anatomia. Brolezzi, hoje um bem casado professor do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo, tem se dedicado a narrar em tom confessional as lembranças sexuais de uma década dentro da poderosa prelazia do papa”.
Para quem quiser saber um pouco mais sobre as relações da Opus Dei com o papado de João Paulo II, sugiro a leitura do artigo do teólogo Juan José Tamayo-Acosta, publicado no dia 6 de abril de 2005 na Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário